TurnOver ou Rotatividade de Pessoal


Pode ser expresso por um índice, cuja fórmula é a seguinte:

A+D

--------------------- x 100

EM

Onde:

A = admissões no mês

D = demissões no mês

EM = total de empregados no mês (considerar a média entre o primeiro dia do mês e o último, se necessário).

Por que ocorre a rotatividade de pessoal?

Um dos principais problemas da administração é exatamente medir e avaliar seu funcionamento através de seus resultados e da adequada utilização de seus recursos.

À proporção em que os resultados de um sistema não são satisfatórios, deve-se se fazer certas intervenções no sentido de corrigir as inadequações e ajustar seu funcionamento.

A rotatividade de pessoal não é uma causa, mas sim um efeito.

Dentre os fenômenos externos podemos citar a situação de oferta e procura de empregados no mercado, o momento econômico, ora favorável à geração de empregos.

Dentre os fenômenos internos que ocorrem na organização, podemos considerar:

  • A política salarial da organização;

  • A política de benefícios;

  • O tipo de supervisão exercido sobre as pessoas, que muitas vezes não consideramos diferenças individuais;

  • As oportunidades de crescimento profissional dentro da organização e a forma dos empregados enxergá-las;

  • O tipo de relacionamento humano desenvolvido dentro da organização;

  • As condições físicas e ambientais oferecidas pelas instalações;

  • O moral do pessoal;

  • A cultura organizacional desenvolvida dentro da empresa;

  • O sistema de recrutamento e seleção de pessoal;

  • Os programas de treinamento de pessoal;

  • O sistema disciplinar existente;

  • Sistemas de avaliar desempenhos formalizados ou não e;

  • O grau de flexibilidade das políticas desenvolvidas pela organização.

Como identificar causas de rotatividade?

É exatamente através da compreensão destes fenômenos que podemos identificar as causas pelas quais aumentam ou diminuem os movimentos de entradas e saídas de pessoal nas empresas, sejam eles de micro, pequeno médio ou grande porte.

Uma ferramenta de muita utilidade para identificar estas causas é a entrevista de desligamento. A entrevista de desligamento, embora muito utilizada em empresas de grande porte, na verdade é um meio valioso para qualquer organização identificar possíveis causas de rotatividade.

Esta ferramenta pode ser utilizada de forma estruturada ou não, contanto que as informações coletadas possam sofrer tratamento de análise por parte do Empresário ou Gerente. Em linhas gerais, esta técnica pode abordar os seguintes aspectos:

  • Se a demissão é voluntária ou por iniciativa da empresa;

  • Opinião do empregado sobre

  • A empresa;

  • O cargo que ocupa;

  • O seu chefe direto;

  • O seu horário de trabalho;

  • As condições físicas e ambientais onde trabalha;

  • Os benefícios concedidos pela empresa;

  • O seu salário;

  • O relacionamento humano existente em seu setor de trabalho;

  • As oportunidades de progresso que sentiu na empresa;

  • O moral e as atitudes de seus colegas de trabalho;

  • As oportunidades que encontra no mercado de trabalho.

  • Tempo de permanência na empresa;

  • Setor de trabalho

  • Funções exercidas e tempo de exercício destas e;

  • Outras informações relevantes e pertinentes.

O nível de profundidade em que deve ser aplicada esta ferramenta depende do grau de segurança que a empresa tem para agir corretivamente e manter seu índice de rotatividade compatível com sua estratégia e seu mercado.

Quando agir para controlar a rotatividade

A ação para eliminar problemas causados pela rotatividade seja de micro, pequeno, médio ou grande porte, devem ser efetivados no momento em que a organização considere isto uma ameaça ao alcance de seus planos e operações.

A empresa, estando atenta a estes aspectos, poderá planejar ações corretivas sempre que eles se tornarem relevantes nos resultados operacionais.

Quanto custa a rotatividade de pessoal?

Custo de recrutamento e seleção

  • Despesas com seleção de pessoal seja ela interna ou contratada; anúncios em jornais; tempo gasto para entrevista e testes de aptidão e habilidades etc..

Custo de registro e documentação

  • Despesas com pessoal para registro e documentação — em casos de contabilidade terceirizada, algumas empresas cobram à parte os serviços de registro e admissão de empregados.

Custo de integração

  • Despesas com treinamento e tempo de treinamento despendido com o novo funcionário até ser considerado experiente ou adaptado.

Custo de desligamento

Todos os custos decorrentes da legislação trabalhista e encargos antecipados.

#Gestãodepessoas

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square